A nossa história

Três amigas. Três formações, culturas e saberes distintos. Uma crença comum: Sonhar coletivamente é estabelecer realidades futuras e melhores.

Acreditamos que o sonho é parte fundamental que compõe a força criativa humana. No entanto, vivemos em uma realidade em que sonhar ainda ocupa um lugar da impossibilidade, o que distancia o ser de sua real potência criadora. Nosso desafio foi, então, trazer o sonho para o campo das possibilidades evidenciando-o em nossas vidas como a primeira etapa do amplo processo de desenvolvimento de nossas potencialidades e de materialização de nossas forças criadoras. Toda criação acontece primeiro num plano imaterial, o plano das ideias.

Percebemos que o sonho se configura neste plano como o motor que gera as energias para a criação. Entender essas energias, canalizando-as para o campo das ações é o que caracteriza as grandes transformações sociais, as grandes viradas de paradigmas que se tem registro na história de nossos feitos seja no campo da educação, da medicina, da cultura, da astronomia entre tantos outros. A vida que levamos é consequência de como e o que sonhamos. Ao mesmo tempo compreende parte dos resultados do que e de como sonharam as pessoas no passado. Neste contexto sonhamos conjuntamente em contribuir para que as gerações futuras vivam em um mundo melhor, harmonioso, onde as relações de afeto e integridade guiem os processos de ensino e aprendizado para a coletividade, para a vida em sociedade, onde sonhar seja parte fundamental de uma pedagogia social e voltada para o pleno desenvolvimento do ser humano. Materializa-se, então, o Instituto O Pequeno Pajé, Desenvolvimento e Convivência Infanto Juvenil. Porque, como disse o poeta “sonhar é preciso!”.